sábado, 3 de outubro de 2009

Diário de bordo:Conceição do almeida!


É muito bom estar na estrada e quando você faz este caminho para conhecer sua identidade é fantástico,se ainda for permitido serei uma andarilha,sou fascinada por gente,cidades e estórias,conhecer Conceição do Almeida foi enriquecedor,porque a cidade me mostrou seu lado humano,suas fraquezas e fortalezas,um local muito simples,uma mulher de meia idade com buganviles adornando seus cabelos ,mas minha melhor experiência foi conhecer o futuro,visitando o Lar dos idosos(sabemos que o nosso futuro,se tivermos sorte,será a velhice)há muito tempo não falava com tantos velhinhos,geralmente o meu olhar sobre a velhice é de tristeza,entretanto ví muita graça,dei boas risadas e percebi o quanto de liberdade e criatividade podemos atingir na velhice,como na estória de D.Nidú,uma mulher que a vida toda viveu na lida da enchada,e que muito cedo conheceu seu Coló,seu unico homem,sua unica decepção no amor,com seu Coló ela teve quatro filhos,como ela mesmo me disse,quatro forças toradas,D.Nidú com um olhar muito tranquilo,sem rancor,falou como desistiu de amar,depois que seu Coló,engravidou uma "Boneca de Louça",uma moça bem criada de familia,D.Nidú,era apenas um bicho do mato,sem pai,sem mãe,com seus Deuses negros,que não veem o casamento como aliança para amar,não foi a traíção que fez a formiguinha trabalhadeira desistir do seu amado,foi o casamento "forçado"com a Boneca de Louça,uma menina de menor,que seu Coló tirou de casa,casou na Sagrada igreja e nunca mais teve com D.Nidú,abandonou seus filhos,mas não matou o entusiasmo pela vida de D.Nidú,que nunca mais se deu a homem algum,mesmo com seu
Coló durante anos vigiando sua cerca,ela falou que não é mulher de perdoar gente safada,ela não é uma mulher safada,sabia que criar os filhos daria trabalho,se arranjasse outro homem,seria uma desgraça,ela estava cansada de sofrer!Perguntei se ela sabia sambar,ela cantou,reclamou que as pernas doiam e sambar não era mais para ela.Voltei para a plenária leve,com aquela sensação de estar limpa na alma,a energia foi tão boa que conhecí Simone(cantora de Dom Macedo Costa),Daniel Torres(o futuro prefeito mais Fashion do Brasil),Jota Silveira(cantor e gente fina de Cruz das Almas),Rodrigo(um menino com uma politica no sangue...)Vinícius(um jovem como poucos,tão disciplinado e antenado com a cultura da sua cidade Conceição do Almeida) e Ivone(enfermeira com um belo sorriso e rara disposição) alem de um carão estiloso de hugo Guarilha(o silêncio de Amália).Estou feliz,porque agora sei que o futuro existe e como D.Nidú,que foi abandonada pelo amor,pelos filhos e que fala com tanta doçura do passado,tudo vai passar e a força continua!


P.S:Daniel,Rodrigo,Simone e Vinicius se vocês chegarem até aqui é porque jamais nos perderemos um do outro,precisamos ter mais tempo para conversar,Bjs!!

2 comentários:

Vinicius disse...

Em uma das minhas batalhas a favor da cultura e da arte mim deparei com um grande quebra cabeça. Uma mulher, Varias histórias, uma vida.
Amália Patricia uma professora, um artista plastia, uma atriz e muito mais que isto uma mulher. Ela, que por sua vez, apaixonada pela diversidade, sexualidade e principalmente as pessoas que lhes rodeia. Pois, de uma simples conferencia em uma pequena ciadade de grande histórias nasceu uma grande amizade ou até um coisa mais forte que into....
"Vou te encontrar vestida de cetim,
Pois em qualquer lugar esperas só por mim
E no teu beijo provar o gosto estranho
Que eu quero e não desejo,mas tenho que encontrar
Vem, mas demore a chegar..."
Amlia você sempre será uma grande amiga.

Poeta de mim mesmo disse...

Querida. Andei revisando meus arquivos "confidenciais" e encontrei entre as papeladas o material da conferencia de cultura em Conceição do Almeida, me lembrei daquele momento muito precioso em minha vida e me atentei que é muito bom ter e ser amigo.

Agora estou com um blog, estrou postando minhas poesias. Visita lá; http://fernandesqueroeposso.blogspot.com
É muito bom relembrar dos bons momentos.